Página Inicial» Notícias» Produtores discutem valores de terras em MS

Produtores discutem valores de terras em MS

altUm representante do Ministério da Justiça estará hoje em Campo Grande para discutir, com produtores rurais e com o governador André Puccinelli, os valores a serem pagos pelas propriedades invadidas no ano passado, na região denominada Terra Indígena Buriti, nos municípios de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti.

Segundo o próprio governador informou na manhã de ontem, chega nesta quinta-feira à Capital o assessor ministerial Marcelo Veiga, que se reúne com os representantes da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul) e da Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul (Acrissul), às 10h, na governadoria, para definir os ajustes finais para resolver o problema, que se arrasta desde junho do ano passado.

Os problemas começaram quando um índio da etnia terena foi morto durante o cumprimento de reintegração de posse da Fazenda Buruti, determinada pela Justiça, em 30 de maio do ano passado, resultando em um eminente conflito entre proprietários rurais e indígenas naquela região do Estado, onde os índios reivindicam 15 mil hectares para anexar à Terra Indígena Buriti, de 2.200 hectares.

No início de junho do ano passado, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, esteve sobrevoando a área e confirmou que o governo federal deveria adotar medidas para resolver o impasse. Outro ministro, o titular da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Caravalho, esteve no dia 20 de junho na Capital, anunciando que em 45 dias o governo teria uma solução final para o problema.

Segundo Puccinelli, é necessário um reestudo dos valores apresentados nas primeiras reuniões para que as negociações evoluam para uma solução final.

 
CCR recupera 400 km e pedágio na BR-163 começa outubro
Mais de 400 quilômetros da BR-163 em Mato Gross...
 
Exército ativa Esquadrão Destacado hoje em Iguatemi
O Exército Brasileiro, através do comando do 1...
Banner