Página Inicial» Notícias» Procon do Rio proibe venda dos leites Elegê, Líder e Parmalat

Procon do Rio proibe venda dos leites Elegê, Líder e Parmalat

altFoi suspensa preventivamente a venda de leite das marcas Elegê, Líder e Parmalat na tarde desta sexta-feira (21). A Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), por meio do Procon Estadual, já havia pedido a suspensão do leite Elegê na quinta (20).

O processo foi instaurado a partir da informação veiculada nos meios de comunicação, pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul, que esses leites podem ter sido processados com matéria-prima contaminada com formol. O Procon Estadual instaurou o processo para averiguar se os produtos das marcas distribuídos no estado do Rio apresentam o mesmo problema.

Por volta das 10h, o Procon-RJ começava uma operação de recolhimento do Leite |em mercados de Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, e em São João de Meriti, Nova Iguaçu e Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo o Procon estadual, serão recolhidas amostras do leite para análise. Até o resultado dos exames, a venda estará suspensa. Na quinta-feira (20), a venda do leite já havia sido proibida na capital, de acordo com o Procon Carioca.
De acordo com o balanço divulgado por volta das 13h, ao menos 200 litros de leite foram apreendidos no Supermercado Extra, no Centro de Niterói

Banner